Em nome da verdade

Em busca da verdade
percorri noites estranhas
planícies enormes,
e luas negras
em voltas
em trevas…

Em busca da verdade
encontrei,
demônios perdidos,
anjos arrependidos,
almas com cara
de poucos amigos…

Em busca da verdade
dei de cara
na porta,
escrevia com letras mortas,
me precipitava,
e me entretia,
ao assistir,
cenas de putaria…

Em busca da verdade
assumi que não
curtia da o cu,
mas que gostava
de um peru,
que só brisava,
mas no meu nariz
nunca entrou
nenhum angu…

Em nome da verdade
hoje sei,
que sou uma miscelânea,
de coisas estranhas,
de mente profana,
que sou sincero
além do ponto,
mesmo quando devia
ser falso,
pra agradar uns tantos
que eu encontro…

Em nome da verdade
é necessário,
e preciso
dizer que não tô
nem aí,
que a vida
como todo mundo sabe
é curta,
pra ter que viver
e fingir ser infeliz…

Em nome da verdade
a mais verdadeira,
é preciso
reconhecer
que tenho milhões
de defeitos,
mas esse
é meu jeito
e foda-se
tudo aquilo
que aos outros
não diz respeito…

Paulo Alfuns

Em busca de um nome…

Correu o homem
na memória,
Foi buscar seu nome
na história
Visitou um passado
de laços complexos
e enebriantes,
Escolheu uma recordação,
por si só,
menos extenuante…

Ao chegar
ao antigo palácio
de reis alados,
viu que seu nome,
estava lançado,
num ritual sagrado

Nem Circe, nem as sereias
poderiam libertá-lo,
seu feitiço,
era próprio… por si mesmo
fora picado…
Num piscar de olhos,
correu daquele sufoco,
acordou meio tonto
quando percebeu
o entorno…

Nem chifres,
nem guias o detinham,
estava em mãos maiores,
que não sabia,
mas que tinham
nas palmas,
sua vida, sua valentia…

Paulo Alfuns

Caio Junqueira

Vou ser sempre fã… Quem gosta, curti, ama cinema, quem acompanha novelas, minisséries, seriados, sabe e tem conhecimento da grandeza do talento, da presença enorme que emanava da sua pessoa… Engraçadinha, Tropa de Elite, A Lei e o Crime, e tantos outros trabalhos que ficaram e deixaram sua marca, sua pegada, e imagem eternizada… Qualquer palavra aqui é pequena… Triste…

Paulo Alfuns

Não olhe… pra trás

Dylan,
Já dizia
Não olhe pra trás

Nem precisava,
é da nossa natureza
nunca se apegar
nunca lamentar,
ou chorar
o leite derramado…

Não olhe para trás…
Já dizia
o mago das agulhas
‘arrependimento deixa o
homem broxa’…

Não olhe pra trás…
Já ensinava
a bíblia…
Quem olha fica no passado
E da vida
eu só quero o presente
porque,
como já dizia o sábio
o futuro,
Ao Criador pertence…

Paulo Alfuns

Cotidiano

Os carros passam
acelerados,
se jogam ao destino,
inusitado…

Os carros voam
desesperados,
se perdem no caminho
num lugar,
equivocado…

Os carros param
sem paciência,
aguardam,
que atravessamos
seu domínio,
por excelência…

As ruas movimentam-se
sem se mexer,
Há um fluxo
humano,
desejoso por sol
calor, e prazer…

As ruas se movimentam
sem ao menos,
perceber
Pessoas correndo,
em busca do ganha pão,
na luta por sobreviver…

Nas ruas,
os carros, as motos
as pessoas,
Tudo se mistura
afinal,
vivemos num mundo
conectado,
que por si só
nos faz todos iguais,
mesmo vivendo
e, tendo
diferentes ideais….

Paulo Alfuns