poema

Marolando no mar…

Marolando no mar
Nas águas do calor
Marolando no mar
enquanto sobe o vapor

Corpos desnudos
perdidos no chão
Bocas carnudas
Xupam meu pau
com tesão

Aroma doce salgado
Voa no ar
o barco balança
enquanto a espuma
leva a porra
que cai

O vento agita
minimiza,
Um calor
de arrasar…

Paulo Alfuns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s