Parecia home, mas, queria dar pra mim…

Ele dava pra
quem queria
seu ânus rebelde
me perseguia…

Nas conversas
nas entrelinhas,
em tudo que dizia
me passava
uma cantada,
com notória
alegria…

Aí, aí
eu não queria
mas aquele
buraco aberto
não desistia
quanto mais
eu corria,
mas ele insistia…

Paulo Alfuns

Autor: Paulo Alfuns

...poeta por (vocação), astrólogo por (formação), freelancer na luta do ganha-pão....

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s