Quando tudo desmoronar, só a essência permanecerá…

Enquanto
sinto o frio
chegar,
busco o cobertor
pra minha pele
esquentar
Enquanto
um outro amanhã
não vem,
me pego pensando
será que será
igual,
ao dia de ontem
também…
Enquanto
tudo se mostra
tão claro e sem
sentido,
também é preciso,
(me) lembrar,
que eu não tenho
que explicar,
já que nunca fui
o dono
do meu destino…

Paulo Alfuns

Autor: Paulo Alfuns

...poeta por (vocação), astrólogo por (formação), freelancer na luta do ganha-pão.... ps; Alfuns é meu segundo nome em sua forma original, arcaica, que através dos séculos, ganhou o mundo, conheceu outras línguas, e foi sendo adaptado... mas é meu nome (com tudo o que significa)...

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s