Quem não conhece a si próprio, não conhece ninguém

Meu sorriso
torto,
se mostra
sem que,
eu possa controlar
É um reflexo
do meu Eu
que se projeta
sem pensar

Meus eus verdadeiros,
estão sempre
a me desafiar
Eu vou lutando
para que não
possam me
ganhar

Meu sol / ascendente
são duplos,
em seu manifestar
Minhas facetas
são múltiplas
Não perca
tempo,
em me rotular…

Paulo Alfuns

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: