Sonhos

O Tempo
faz a sua
lição
Agora, chove
mostrando,
que a hora
é de meditação

Não,
adianta correr
a não ser
que você
queira,
se molhar
se preferes,
o silêncio
é bom, respirar

Pausa
na mente
Pausa
pra repensar
procure,
compreender
seus sonhos
e a mensagen
que os trás…

Siga a vida
a olhar,
pra frente
quem, vira a cabeça
o passado, atrai…

Paulo Alfuns

Sobre não querer ser santo ou diabo… só normal…

Estou buscando
as palavras
certas,
pra me expressar,
e ver se consigo
explicar,
ao menos
a mim mesmo,
um mundo
que não
se reconhece,
mais…

Soltaram,
todas as misérias
sobre nós,
perdidos, caminhamos
com as pernas
no ar,
sem saber
qual incerteza,
vai nos aproximar…

Travestidos
com roupas
de guerra,
Já não
nos olhamos
mais,
Cada um por si
entregues,
à maldade,
que a todo instante
se expande,
e não permite
que se alcance,
a felicidade
que vem
acompanhada,
de paz…

Paulo Alfuns

O alvo

O alvo
é aquele
que nada fez
mas, ele fez

O alvo
é aquele
que apontam
seus dedos-dardos
e o veneno
se vai
lançado
na ponta
que saí

O alvo
é aquele
de sempre
que mesmo
ausente
está sempre presente
nas línguas
ociosas
dos que se acreditam
pertinentes

Ah! O alvo
todos sabem
qual é,
é aquele que reflete
cada ser
perfeito demais
gente da paz…

Paulo Alfuns

Um mundo

Um mundo
não se faz
de trevas,
em seu nascer
Ele é feito
de luzes,
para o Ser
também,
poder escolher

Um mundo
não se faz
de luzes,
ao seu alvorecer
ele é feito
de soturnos,
para o homem
bem saber,
o que pode,
e pode
se ater

Um mundo
tem cores
Mas as luzes
a reduzem
em seu parecer
Enquanto as trevas
conspiram,
para tudo
se desfazer…

Paulo Alfuns

um pouco de poesia

aquele ânus
galhardo
engoliu meu pênis
sem eu perceber
quem diria
que esse tipo arado
era arrombado
de tanto foder…

aquela foda
soturna
parecia não ter
fim…
rebolava descontrolado
numa loucura
em mim

enquanto
sentava alucinado
eu me perguntava
porque tava metendo
nesse tresloucado…

Paulo Alfuns

Quem não conhece a si próprio, não conhece ninguém

Meu sorriso
torto,
se mostra
sem que,
eu possa controlar
É um reflexo
do meu Eu
que se projeta
sem pensar

Meus eus verdadeiros,
estão sempre
a me desafiar
Eu vou lutando
para que não
possam me
ganhar

Meu sol / ascendente
são duplos,
em seu manifestar
Minhas facetas
são múltiplas
Não perca
tempo,
em me rotular…

Paulo Alfuns