Iniciante

Vou
redescobrir as palavras
Vou
buscar um tema
talvez,
um lema

Vou procurar
as palavras
Buscar as rimas
encontrar
a Vida

Vou
buscar me entender
saber o que sou
e, o que não sou
há de sair

Talvez
me contente
em não saber
o suficiente
para continuar
a viver
um dia
a mais…

Paulo Alfuns

* poema publicado originalmente no dia 02/08/2016 numa rede social na minha ex página Curti poesia…

Filosofia de Shopenhauer

Vou começar assim, Filosofia é como Astrologia, tu pode não gostar, não acreditar, e pensar que nunca vai usar….e eu vou dizer que não é verdade, porque tanto uma como a outra, tu vivencia diariamente, na sua, na nossa vida cotidiana, mesmo tendo pouca ou nenhuma consciência a respeito…

A seguir vou deixando uma publicação com o pensamento do filósofo Arthur Schopenhauer (22/02/1788 / 21/09/1860) em 22 afirmações que são verdadeiras guias de vida…

01 – A intenção da pedra faz com que a pluma não deva ser levantada…

02 – Não há descanso permanente, há pequenas interrupções ou atrofia. Logo, o sossego num certo momento da vida é uma ilusão…

03 – As suas experiências são pouco, muito pouco, diante do insólito da vida…

04 – Aceita a banalidades trivial que te cerca conhecendo seu perigo ao invés de julgá-la a tua saga…

05 – O mistério, o sublime, o evolutivo são exigentíssimos e pedem demais de nós; não os subestimem ou os romantizem…

06 – Cuidado com os encantos trazidos pelos elogios, o pedestalismo é mais perigoso do que a verdade que endurece…

07 – Esteja certo de que os grandes êxtases e momentos de felicidade suprema e as piores e massacrantes dores da alma são absolutamente solitárias…

08 – Confiar nas pessoas ou colocar a mão no fogo por elas é o que pode haver de mais pueril…

09 – Saibas que não repetes, que não assinas duas vezes o laudo da tua vida, que jamais conseguirás novamente a mesma sensação, aquele momento duro ou supremo…

10 – Procura dar ao outro o que ele precisa naquela hora e não o que tu julgas importante, mesmo que isso implique em ir frontalmente contra uma convicção tua…

11 – Nunca espere gratidão ou retribuição direta de ninguém. Se é que algo retorna, vem de alguém ou de um ponto em que você menos espera…

12 – Só desejes a justa medida dos bens materiais: primeiro, o essencial; segundo, o necessário; terceiro, o suficiente. Saber parar por aí é dificílimo, mas a verdadeira libertação…

13 – Jamais tema os teus desejos, por mais loucos ou desvairados; não te enganes quanto a eles em nome da moral vigente. Não podem ser ruins para o mundo se te tornam uma pessoa feliz…

14 – Família é um agrupamento social como qualquer um outro; por isso traz proveitos e prejuízos. É preciso saber os momentos de aproximar-se dela e de afastar-se…

15 – Nada é mais verdade em você do que essa solidão primeira e absoluta que o acompanha…

16- “Fiz tudo o que pude” é uma afirmação absolutamente falsa; lucidez é saber que sempre faltou por fazer, mesmo que isso traga um fantasma definitivo…

17 – Não existe religião que não fanatize, não existe fé que não baqueie, não existe convicção que não passe por descrenças sutis…

18 – O casamento é o pior das prisões; só serve para a segurança da sociedade…

19 – Nunca obedeça sem questionar, mantenha a rebeldia naquilo que julgas injusto e falsamente esquecido…

20 – Há um momento na vida em que é você ou o outro; alguém sucumbe para o outro sobreviver. Não escolher você é prova de baixa autoestima…

21 – Valoriza o outro pelo o que ele é ao invés de só reconhecer mérito em quem concorda contigo ou confirma as tuas convicções…

22 – A consciência da finitude, o não temer a morte é o mais belo momento de coragem ainda em vida. A máxima grandeza diante da eternidade…

Pra quem chegou até aqui, eu digo leiam, reflitam, pensem….

* Pensamento de Arthur Schopenhauer

Paulo Alfuns

Sou podre, mas, sou feliz!

Encontrei
teu nome na esquina
Vinha com licença poética,
me come, me fascina…

Não adianta
negar,
Quem me lê
talvez não entenda
mas racho
o bico,
quando escrevo escrotices
pra te deixar
horrorizado,
e com mais vontade
de me trepar…

Não tenho nada
além da pretensão,
tua energia
gasta em mim
uma satisfação,
teu veneno
eu transformo
em rimas,
em qualquer situação…

Continue assim
que está do jeito
que eu gosto,
Vou brincando
de diabo,
e tu sabe
que vai perder
a aposta…

Minha alma dissoluta
caminha e expulsa,
todos os demônios
que você me mandou
e continuo,
me alimentando
do ar envenenado,
que o vento agraciado
em meu vulto,
assoprou…

Paulo Alfuns

lero lero ou o canto do blá blá blá… (versão light)

Negra poesia
de tons berrantes,
Negra poesia
de caminhar vacilante…

Lenda poesia
de olhares tortos,
Lenda poesia
que me faz,
lembrar dos fortes…

Não sabes
mas fui elegido
um cruel,
Mentira! só
porque da minha língua
se sentia o gosto
do fel…

Vou te falar
que não sou
seu santo,
Se queres milagre,
joga pra outro
o seu manto…

Vou te falar
tu sabe
que quando quero
sou mais
que sincero,
então não amola…

Já cansei do teu lero…

✳ esse poema está numa versão light (um estrofe foi suprimido, já que minha própria consciência me diz que estava a mais) 15/05/2019 – 10h30
Paulo Alfuns

Caiu do travesseiro…

Caí a chuva
verde no mar
Caem as pétalas
de cores rosas
que queriam
te alegrar…

Caí o grito
do assassino
em seu instinto
de morte
Caí a cilada
que comporta
seus sonhos
na realidade morta…

Caí as tristezas
e lágrimas,
que fizeram
você sorrir
Caí o véu
do abismo
que me separava
de ti…

Paulo Alfuns

Bicho de Sete Cabeças…

Que filme poderoso! Foda aqui é pouco… é uma granada jogada na mente, na mente (que se diz) aberta, uma granada na mente do mais tolo dos tolos boçais de raciocínio atrofiado… E mais do que causar, é um filme que faz refletir, e refletir, até profundamente, se assim desejar o expectador… Explico, tem filmes que ficam ali mesmo no cinema, ou na sala ou quarto onde está sua TV, seu DVD, não importa, agora tem filmes (os que realmente eu curto assistir) que não saem de dentro você, você leva eles consigo, e eles penetram a tal ponto na sua pessoa, mudam seu raciocínio, seu conceitos, e te trazem experiências através do outro, do que você viu, assistiu, que é impossível ficar imune, e tocar a vida e continuar a pensar da forma como era… Bicho de Sete Cabeças é um desses filmes, não tem como ficar imune ao que se assiste e continuar acreditando que um lugar pode ser capaz de curar uma pessoa que quiçá, nem doente talvez esteja… Vamos ao filme em si; Neto um jovem normalíssimo, estudante, vivenciando seus anos verdes (juventude) é colocado sem ao menos esperar (de forma traiçoeira) num Manicômio (!!!!!), sim num manicômio, pela família após descobrirem que ele estava fumando baseado (maconha)… algo anormal até aqui?? Não, mas isso é motivo pra família, acreditar que pode resolver, o que eles acreditam ser um problema, encarcerando o jovem, e o entregando nas mãos das bestias figuras que geralmente se prestam a esse tipo de serviço nesse tipo de lugar… O que se segue após isso é pura porrada, no rosto, no estômago, nas idéias, no coração, não porrada no personagem, mas no expectador, que desce junto com o Neto pra esse submundo infernal, degradante, sinistro, e sem sentido algum de ser, uma filial do inferno de Dante na Terra… É duro, e você não sabe o que fazer, a não ser torcer pra que ele sobreviva… sim, a Esperança com tudo que a palavra possa significar, é só a ela que se possa se segurar… É um filme básico (produção) não se tem uma época claramente definida, feito com muita sensibilidade, e talento pela diretora Laís Bodanzky, num elenco em que basicamente todos estão afiados… Othon Bastos (ícone dos cinema nacional) faz o pai Ignorante ativo, Cássia Kis Magro, a mãe, a Ignorante passiva, Daniela Nefussi é a inveja disfarçada em amor (fake) irmanal (a família), e no hospital, Altair Lima, e Jairo Mattos completam o quadro de seres repulsivos que queremos distância em nossas vidas… Gustavo Machado faz o amigo ‘pau’ pra toda obra (uma delícia incoveniente) e os internos são puro show… Marcos Cesana tem uma entrega visceral, e o Gero Camilo, quantos prêmios esse fera já ganhou??? Rodrigo Santoro muito jovem e mostrando já a que veio, e o que viria a ser, um dos nossos maiores atores de tela brazuca, brilhando no mundo… Em tempo, mais, um motivo pra ver ou rever o filme, em tempos bicudos como o que estamos vivendo, é sempre estar atento a formas de ‘cala a boca’ como o que o Neto viveu… o filme é baseado no livro Canto dos Malditos do Austregésilo Carrano Bueno… Imperdível…

04 🔸🔸🔸🔸

images (2)

Para além do cinema, meu destaque astro/cine (porque eu gosto)…

✴ Rodrigo Santoro nasceu no dia 22/08/1975 com o ☀ em ♌, a 🌕 em ♓ no comando das emoções, e o produtivo signo de ♉ em seu Ascendente… (mapa C)

Fonte do mapa: Constelar, mapa C, é um mapa que se tem todos os dados, dia, mês, ano, hora e local exato do nascimento) mas não se sabe exatamente qual a fonte…

Paulo Alfuns, cinéfilo, que escreve poesias, amante de astrologia, e não sou crítico, só coloco minhas emoções a crédito das palavras pra dividir com quem gosta ou tem interesse também… vlw…